Refugiados: Como tudo começou.

Regina DiasNão categorizadoLeave a Comment

Nos dias de hoje, é possível observar um número elevado de pessoas refugiadas. Questões políticas e religiosas travam guerras e perseguições pelo mundo todo. Portanto, diversas famílias se encontram em situações de risco, de desespero e até mesmo de rendição. Mas como isso começou?

O principal fator para se analisar é a intolerância. Percebe-se que os maiores exemplos que vemos nos noticiários, ocorrem em regiões e países que possuem uma religião determinante e integrada ao meio político. Assim, muitas vezes o sentimento de intolerância começa a ser plantado entre as pessoas semelhantes de determinado lugar, realizando o confronto entre religiões e culturas, pelo simples fato de se conviver no mesmo local.

Atualmente, a maior parte dos refugiados se concentram na África e na Ásia, tendo como exemplo o Oriente Médio. Nessas regiões estão presentes grupos extremistas e cidades consideradas sagradas por mais de uma religião, como no caso de Jerusalém, o que ocasiona disputas entre os grupos existentes e perseguições.

Portanto, a história dos refugiados se inicia com a discriminação. Ocorrem guerras, fome e tragédias para diversas vidas, que muitas vezes não possuem apoio, descanso e esperança. Inúmeras vezes é ignorado os pedidos de socorro daqueles que se encontram nessas situações. Mas há uma alternativa, pois “bem-aventurado aquele que tem o Deus de Jacó por seu auxílio e cuja esperança está posta no Senhor” Salmos 146:5.

Vinícius Cruz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *